Coronavírus: Franquias de idiomas driblam evasão de alunos com aulas online

Em algumas escolas, aulas online poderão ser adotadas de forma definitiva, mesmo após a quarentena!

A Unesco, braço educacional e cultural da Organização das Nações Unidas (ONU), estima que mais de 850 milhões de alunos em todo o mundo estejam sem aulas nesse momento por conta da pandemia do novo coronavírus. Assim como as instituições regulares, as escolas de idiomas, na maioria franquias, também precisaram suspender atividades no período para evitar aglomerações de pessoas.

Em um primeiro momento, algumas decidiram por suspender as aulas e repor depois, porém como cada franqueado é dono de seu próprio negócio, com realidades e públicos distintos uns dos outros, as redes permitiram que eles criassem soluções individuais para evitar a perda expressiva de alunos. 

Guilherme Gaspar Gomes, franqueado do CNA

Franquia CNA

A rede de escolas CNA tinha avisado a todos os franqueados que respeitaria as normas dos órgãos governamentais e suspenderia as aulas em todas as mais de 600 escolas, em todo o território nacional. O franqueado das unidades de Divinópolis e Itaúna (MG), Guilherme Gaspar Gomes, decidiu assumir o risco e montar um plano de aulas virtuais para os alunos. “Eu já tinha um outro projeto de mentoria para empreendedores e usava o Zoom [programa de teleconferências]. Pensei que poderia adaptar e levar as aulas para o online”, explica.

+informações sobre a franquia CNA

Georgia Fazano, franqueada da Park Idiomas

Franquia Park Idiomas

Em Uberlândia, também em Minas Gerais, a franqueada da Park Idiomas Georgia Fazano conseguiu adaptar o plano de aulas para o virtual em apenas um dia. “A franqueadora trabalhou a noite toda para fazer um ebook com a explicação de como baixar o app que escolhemos, como seria o cadastro e como eles fariam as aulas”, conta.

+informações sobre a franquia Park Idiomas

Letícia Batista Boff Cé, franqueada do Yázigi

Franquia Yázigi

A Letícia Batista Boff Cé, franqueada da unidade Yázigi de Criciúma, em Santa Catarina, já vinha estudando formas de levar o método aplicado em aula para uma interação digital antes mesmo do avanço do novo coronavírus pelo mundo. “Queríamos garantir que tudo que o aluno tivesse em sala de aula continuasse igual.” No entanto, de acordo Letícia, foi acordado com os pais que as aulas presenciais serão repostas, quando tudo voltar ao normal.

A Pearson, dona da Yázigi, já desenvolveu atividades à distância, mas não para cursos completos, como o que foi adaptado por Letícia. “Tem adolescente que diz que prefere fazer aula assim a ir para a escola. Estamos tentando fazer o esquema mais lúdico possível, para ajudar o aluno a ter uma rotina que não perca o vínculo afetivo.”

+informações sobre a franquia Yázigi

VEJA MAIS

No Portal Franchisingbook e em nossos aplicativos para Android IOS é possível encontrar informações sobre milhares de opções de franquias para investir, de acordo com seu perfil de investimento.
Franchisingbook App Store

Franchisingbook Google Play

Coronavírus: Franquias de idiomas driblam evasão de alunos com aulas online
Resultado das Avaliações do Post!

  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.